27 de julho de 2021

Contato



Diretores do Sindicato são vacinados e reforçam a importância da imunização contra a covid-19   No último sábado (10), o Brasil chegou ao número de 30 milhões de vacinas aplicadas contra a covid-19 aplicadas no país, contando a 1ª e a 2ª dose. Entre esses brasileiros, há diversos diretores do Sindicato dos Servidores e Empregados […]

Diretores do Sindicato são vacinados e reforçam a importância da imunização contra a covid-19

 

No último sábado (10), o Brasil chegou ao número de 30 milhões de vacinas aplicadas contra a covid-19 aplicadas no país, contando a 1ª e a 2ª dose. Entre esses brasileiros, há diversos diretores do Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos Federais do RS (Sindiserf/RS), que já receberam a imunização em diferentes municípios gaúchos.

 

  

 

Marizar Mansilha de Melo, Marcolino Antunes de Oliveira, Francisco de Paula Bastos Correia, José Nede Ferreira Goulart, Edi Frutuoso da Costa, José Mário Amaral Virué, Ary Otávio Canabarro dos Santos, José do Patrocínio Costa Martins, Eva Lourdes Silva Corrêa e Ivany Pinheiro Machado foram os primeiros dirigentes a serem vacinados.

 

Desde o começo da pandemia, o Sindiserf/RS reforça a necessidade do isolamento social e da vacina para todos através do Sistema Único de Saúde (SUS) como maneiras efetivas de conter a pandemia do coronavírus e proteger os brasileiros. A covid-19 já ceifou a vida de mais de 351 mil brasileiros até 11 de abril e no dia 8 tivemos o triste recorde de 4.249 mortes em 24 horas.

 

  

 

Infelizmente, o número de pessoas que receberam ao menos uma dose da vacina é bastante baixo e representa apenas 10,8% da população, segundo a projeção de habitantes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os que receberam as duas doses são 3,3%.

 

 

 

Inicialmente, apenas os idosos com mais de 60 anos e profissionais de saúde estão sendo imunizados, porém há alguns estados já estão ampliando a vacinação para outros setores do funcionalismo público como trabalhadores da educação e da segurança. Desde o início da imunização no país, no dia 17 de janeiro em São Paulo, houveram diversas interrupções devido à falta de vacinas e, diante do negacionismo do governo de Jair Bolsonaro é grande a preocupação com o andamento da campanha.

 

O Sindiserf/RS, através das entidades que é filiado, Condsef/Fenadsef e CUT engrossa a campanha por vacina para todos e todas já! Além de exigir a vacinação em massa, as entidades também defendem a manutenção do Auxílio Emergencial de R$ 600,00 como forma de garantir o mínimo de segurança alimentar a milhares de brasileiros vítimas do desemprego.

 

 

 

Fonte: Sindiserf/RS com informações da CUT e do Poder 360