7 de julho de 2020

Contato



Bolsonaro deu ordem para atrasar boletins sobre Covid-19 para não passar na TV

De acordo com o Correio Braziliense, que ouviu

Em meio a maior pandemia da história no Brasil, que já deixou mais de 34 mil mortes, o presidente Jair Bolsonaro (ex-PSL) tenta esconder a realidade sobre a tragédia que se abate sobre o país, ao dar ordens, na última quinta-feira (4), para atrasar a divulgação de boletins epidemiológicos sobre a disseminação do novo coronavírus (Covid 19).

 

De acordo com o Correio Braziliense, que ouviu uma fonte no alto escalão do governo federal, a decisão é permanente e, a partir de agora, a divulgação será apenas às 22 horas, mesmo que os boletins estejam prontos às 19 horas.

 

A estratégia da Presidência é evitar que os dados sejam divulgados no horário dos telejornais noturnos, período em que as emissoras de TV têm maior audiência, já que a maioria da população está em casa.

 

Antes dos recordes de mortes causadas pela doença, na gestão do então ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, os boletins eram divulgados diariamente, às 17h,. Já na gestão Nelson Teich, as coletivas diárias foram suspensas, e os dados começaram a ser divulgados às 19h. Agora, sob o comando do general Eduardo Pazuello, o ministério da Saúde traçou outra estratégia, obedecendo a ordens presidenciais.

 

Fonte: CUT Nacional