12 de dezembro de 2018

Contato



Dia Nacional em Defesa da Conab, nesta quinta, 29 de novembro

Os servidores da Conab realizam, nesta quinta-feira (29), o Dia Nacional de Luta em Defesa da Conab.

Os servidores da Conab realizam, nesta quinta-feira (29), o Dia Nacional de Luta em Defesa da Conab. A ideia é protestar no momento em que estiver acontecendo, em Brasília, uma reunião do Conselho de Administração do órgão, o Consad. Na pauta da reunião consta a “reorganização” da companhia, incluindo demissão de funcionários. Contra essa proposta, a Condsef/Fenadsef produziu um manifesto em defesa da Conab, ressaltando a importância da companhia no combate à fome e à desigualdade social no Brasil.

 

“A diminuição do papel social da Conab como executora das ações sociais causaria um retrocesso à política de inclusão social e agravaria ainda mais a desesperança do pequeno agricultor, e provocaria o desanimo do corpo funcional, que, sem dúvida, resistirá ao lado dos movimentos sociais que não hesitarão em defender suas conquistas”, diz trecho do documento, que pode ser conferido na íntegra no texto abaixo.

 

Ao contrário do que quer a direção da Conab, a Condsef/Fenadsef e os trabalhadores da companhia defendem o fortalecimento do órgão e cobram um canal de negociação com a empresa, já que os funcionários da Conab ainda estão com os acordos coletivos de trabalho 2017/2018 e 2018/2019 pendentes.

 

“Diante desse cenário, convocamos nossos sindicatos filiados a realizarem atividades no estados em defesa da Conab e dos trabalhadores da companhia”, salienta o secretário geral da Condsef/Fenadsef, Sérgio Ronaldo.

 

MANIFESTO EM DEFESA DA CONAB

 

A FENADSEF, por meio da Comissão Nacional de Negociação do ACT CONAB 2017/2019, vem publicizar que o Conselho de Administração da Conab – CONSAD, juntamente com a Diretoria Executiva da empresa, constituiu uma comissão com o propósito de diagnosticar e propor alteração da estrutura organizacional da Conab, tendo como proposta o enxugamento do quadro funcional, com a provável regionalização das Suregs.

 

Em tempos conturbados, são os nossos princípios que devem definir nossas prioridades, os valores que devem embasar a CONAB se confundem com o reconhecimento de seu papel de transformação social, sobretudo na vida de tantas pessoas cerceadas de direitos e oportunidades que assistimos. Acima do lucro, da balança favorável, dos elevados índices econômicos, está a possibilidade de garantir segurança alimentar, trabalho digno, a melhoria da qualidade de vida, e o desenvolvimento humano, interferindo positivamente na vida de tantos homens e mulheres do campo que resistem às adversidades cotidianas, animados pela compreensão de seu papel fundamental no abastecimento de nossas casas com o alimento de cada dia.

 

Defendemos que é uma cegueira achar que a Conab não trás lucro social, que medidas que enfraquecem a sua sustentabilidade refletirão numa economicidade com vista a redução dos gastos. Muito pelo contrário. A diminuição do papel social da Conab como executora das ações sociais causaria um retrocesso à política de inclusão social e agravaria ainda mais a desesperança do pequeno agricultor, e provocaria o desanimo do corpo funcional, que, sem dúvida, resistirá ao lado dos movimentos sociais que não hesitarão em defender suas conquistas.

 

Enfraquecer a CONAB com ações desmedidas, não é a melhor solução. Racionalizar os recursos é uma medida necessária para uma gestão eficiente, inclusive modernizar a companhia também é pensar na eliminação de cargos de contratos especiais, bem como de diretorias desnecessárias. Essa racionalização passa longe de ações como cortes de benefícios, sucateamento de Armazéns, e diminuição do seu quadro funcional. Precisamos fortalecer os nossos programas como: estoque regulador, distribuição de Alimento (cestas básicas), Programa de Garantia de Preço Mínimo – PGPM e PGPM-BIO. Coadunar com tal pensamento reducionista nesse momento é ignorar os valores e princípios que nos fazem resistir, é distribuir desigualmente o ônus social.

 

Nesse diapasão, visamos apenas exercer com dignidade e respeito à missão atribuída a Conab, que é: “Contribuir para a regularização do abastecimento e garantia de renda ao produtor rural, participando da formulação e execução das políticas agrícola e de abastecimento”.

 

ACT CONAB 2017/2019

Comissão Nacional de Negociação da FENADSEF

 

Fonte: Condsef/Fenadsef