4 de dezembro de 2020

Contato



Dica cultural de sexta: Dandara de Palmares     

Descrita como uma heroína, Dandara dominava

A dica cultural desta sexta-feira (20) é Dandara de Palmares. Além de esposa de Zumbi dos Palmares, com quem teve três filhos, ela foi uma das lideranças femininas negras que lutou contra o sistema escravocrata do século XVII.

 

 

Não há registros do local do seu nascimento. Relatos nos levam a crer que nasceu no Brasil e estabeleceu-se no Quilombo dos Palmares ainda menina. Descrita como uma heroína, Dandara dominava técnicas da capoeira e lutou ao lado de homens e mulheres nas muitas batalhas consequentes aos ataques a Palmares.

 

 

O quilombo era localizado na Serra da Barriga, Capitania de Pernambuco, onde hoje é o atual estado de Alagoas. Ela participava também da elaboração das estratégias de resistência do quilombo, onde chegou a viver 30 mil pessoas distribuídas em aldeias. Sua existência ainda hoje é vista como o maior ato de resistência contra o regime escravocrata.

 

Dandara se suicidou em 6 de fevereiro de 1694, quando foi presa. Jogou-se de uma pedreira direto para um abismo. Preferiu a morte a ser escravizada. A Lei n.º 13.816, de 24 de abril de 2019, inscreveu o nome de Dandara dos Palmares no Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria, depositado no Panteão da Pátria e Liberdade Tancredo Neves, em Brasília.

 

 

 

Fonte: Sindiserf/RS com informações da Geledés, Aventuras na História e Wikipédia