2 de abril de 2020

Contato



Empregados da Ebserh apresentam pleitos urgentes e cobram segurança no trabalho

Os pleitos urgentes incluem garantias

Categoria compõe linha de frente do combate ao novo coronavírus no Brasil. Entre as reivindicações, equipamentos de segurança (EPIs) e contratação emergencial de profissionais da saúde. Ebserh se comprometeu a dar retorno ainda essa semana

 

A Condsef/Fenadsef encaminhou à Ebserh demanda dos empregados contendo sete reivindicações emergenciais da categoria que atua na linha de frente do combate ao avanço da pandemia provocada pelo novo coronavírus (covid-19). Os pleitos urgentes incluem garantias de equipamentos de proteção individual (EPIs) aos empregados da Ebserh, exames periódicos na equipe, a criação de um comitê emergencial de crise da covid-19 com participação dos trabalhadores.

 

A categoria pede ainda garantia de repouso semanal,  aplicação de normas contidas na portaria 711 e instrução normativa 21, além de cobrar treinamento para colaboradores que terão que lidar com infectados e a contratação emergencial de profissionais da area da saúde como reforço para a equipe. O decreto de calamidade pública aprovado pelo Congresso Nacional na semana passada garante margem orçamentária para o atendimento das demandas legítimas dos empregados.

 

O secretário-geral da Confederação, Sérgio Ronaldo da Silva, conversou nessa terça-feira, 24, com o representante da empresa, Helio Costa. Segundo Costa, as demandas foram enviadas ao setor de saúde e trabalho que já analisa revisão de itens da instrução normativa 21. Além disso, a entidade pediu que a empresa avalie a possibilidade de antecipar o pagamento do 13o salário aos empregados da Ebserh para impulsionar urgências desses trabalhadores e suas famílias. A empresa se comprometeu a dar retorno ainda essa semana sobre as reivindicações emergenciais.

 

 

TST

A Condsef/Fenadsef também vai acionar o Tribunal Superior do Trabalho (TST). A entidade busca a possibilidade de antecipação de passivos trabalhistas que estão emperrados desde março do ano passado como forma de auxiliar os empregados nesse período de grave crise de saúde pública.

 

 

Condições de trabalho

A Confederação recomenda a suas entidades filiadas que mesmo nesse período de isolamento social que se comuniquem com os empregados da Ebserh filiados. O objetivo é recolher informações das condições de trabalho nas unidades pelo país para que a Condsef/Fenadsef possa negociar junto a empresa os problemas do dia dia. As recomendações valem para todos os servidores da base. Ações judiciais não estão descartadas nesse cenário e estão sendo analisadas pela assessoria jurídica da Condsef/Fenadsef.

 

O secretário-geral gravou vídeo sobre conversa com a Ebserh. Assista:

 

 

 

Fonte: Condsef/Fenadsef