7 de julho de 2020

Contato



Ferramenta vai auxiliar na denúncia de condições inadequadas na saúde pública

A falta de políticas públicas e um plano

A Condsef/Fenadsef e o Dieese desenvolveram parceria na elaboração de uma ferramenta que será uma aliada não só de servidores e empregados públicos da base da Saúde da confederação e suas filiadas, mas poderá auxiliar também servidores de estados e municípios. Esse é um dos objetivos da “Calculadora da Saúde”, um aplicativo que está na reta final de desenvolvimento e pretende subsidiar trabalhadores e gestores públicos na tomada de decisões sobre ações emergenciais de enfrentamento à pandemia da Covid-19 no Brasil, especialmente na habilitação de novos leitos para internação de pacientes no SUS (Sistema Único de Saúde).

 

Usando uma metodologia direcionada e um amplo banco de informações que servem como base de consulta, a calculadora pode ser usada pelos profissionais da saúde como referência para responder a três informações centrais: 1) há equipamentos necessários?, 2) há necessidade de ampliação de leitos?, 3) há necessidade de EPI, incluindo material de higiene e limpeza, para trabalhadores da unidade de saúde pesquisada?

 

A ferramenta é, portanto, um importante instrumento de alerta sobre condições de trabalho e segurança de um conjunto expressivo de trabalhadores, na medida em que cada vez mais profissionais a utilizem como referência. A calculadora permite comparações sobre a real e a necessária força de trabalho contratada para prestar serviços de saúde, além de medir a oferta de EPIs a esses profissionais.

 

 

Nos ajude a te ajudar”

Com essas informações, o profissional da saúde poderá se guiar e, a partir do cenário apresentado, acionar sua entidade sindical representativa para que ela colete com agilidade as principais demandas daqueles que estão atuando na linha de frente do combate à Covid-19 em todo território nacional. É de conhecimento de todos as inúmeras dificuldades e obstáculos que esses profissionais têm enfrentado.

 

“Uma das intenções centrais dessa parceria que desenvolvemos com o Dieese é dar um suporte, identificar e lutar pelo atendimento das demandas daqueles que estão diariamente lutando para salvar vidas, arriscando a sua própria e de suas famílias”, observa Sérgio Ronaldo da Silva, secretário-geral da Condsef/Fenadsef.

 

“Nossa expectativa é de que muitos profissionais da saúde se apropriem e utilizem essa ferramenta para nos ajudar a ajudá-los. As informações serão nosso guia para cobrar respostas e ações do governo no efetivo combate a essa pandemia. Queremos que seja garantida a máxima segurança e condições de trabalho aos profissionais da linha de frente”, pontua Sérgio Ronaldo.

 

A próxima etapa nessa reta final antes do lançamento da ferramenta é convidar profissionais da saúde da base da Condsef/Fenadsef para conhecer em primeira mão a “Calculadora da Saúde”. Outras ações estão previstas para as próximas semanas. Acompanhe em nosso site e redes sociais e fique informado sobre as atualizações.

 

Riscos inaceitáveis

A falta de políticas públicas e um plano de ações do governo federal para combater a pandemia prejudicam muito esses profissionais que estão sobrecarregados. Dado recente aponta que trabalhadores brasileiros na linha de frente do combate à Covid-19 estão entre os que mais morrem pela doença no mundo. Em cada 10 profissionais da saúde vítimas dessa pandemia, 3 são do Brasil.

 

Fonte: Condsef/Fenadsef