22 de outubro de 2021

Contato




Warning: mysqli_query(): (HY000/1194): Table 'sindiserfrs2018_usermeta' is marked as crashed and should be repaired in /home/sindiserfrs/www/wp-includes/wp-db.php on line 1924

Plebiscito Popular no RS é reação da sociedade contra privatizações no RS

O Comitê está presente nas 28 regiões dos Conselhos

Movimentos sociais, populares, comunitários, estudantis, junto com centrais sindicais, partidos políticos, sindicatos, associações, pastorais e outras entidades realizam, do dia 16 ao dia 24 de outubro, o plebiscito popular sobre as privatizações no RS. A iniciativa é uma resposta organizada pela sociedade à retirada do direito de plebiscito da Constituição Estadual pelo governador Eduardo Leite. O governante, que na eleição comprometeu-se a não privatizar a Corsan e o Banrisul, não só encaminhou as privatizações para a Assembleia Legislativa como confiscou o direito do povo se manifestar sobre a venda das estatais.

 

O secretário de formação do Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos Federais do RS (Sindiserf/RS), Ary Otávio Canabarro dos Santos integra o comitê de organização do Plebiscito em São Pedro do Sul, na região central do RS. Para ele, a consulta popular tem uma importância muito grande, “pois mostra a vontade do para os demais, inclusive para os deputados”.

 

O Plebiscito é um balizador, um indicador para a posição dos deputados. Sabemos que os parlamentares tem inúmeros compromissos com os partidos, identidade ideológica, mas a vontade do povo em relação a este assunto é muito importante”, acredita Ary Otávio.

 

Além dele, o Comitê é formado por um representante do Sindiágua e três vereadores. “Estamos trabalhando que para que o Plebiscito aconteça e com o maior número de pessoas possível. Também estamos com várias agendas de entrevistas nas rádios locais e banca na praça para distribuir material”, conta o dirigente.

 

De acordo com ele, com as privatizações as empresas deixarão de investir em municípios pequenos onde não há chance de lucros. “Esse é apenas um dos prejuízos para a população”, diz Ary Otávio.

 

Saiba mais

O Comitê do Plebiscito Popular no Rio Grande do Sul foi lançado em agosto de 2021 com o objetivo de dialogar com a sociedade gaúcha sobre a proposta de privatizações de empresas públicas do Estado. O grupo conta com a participação de mais de 80 entidades de abrangência estadual e com a adesão de lideranças e movimentos de atuação regional ou municipal.

 

O Comitê está presente nas 28 regiões dos Conselhos Regionais de Desenvolvimento (Coredes), bem como estão sendo organizados fóruns municipais para a realização da votação em outubro. O plebiscito popular é uma reação da sociedade à política nefasta de Jair Bolsonaro (Sem Partido), Eduardo Leite (PSDB) e de vários prefeitos alinhados com esses projetos de destruição do estado, referente a possibilidade de privatizações de empresas como a Banrisul, Corsan, Procergs, CRM, Sulgas, Eletrobras, Banco do Brasil, Petrobras, Caixa, Trensurb e Carris. 

 

Fonte: Sindiserf/RS com informações do Comitê do Plebiscito Popular