22 de novembro de 2019

Contato



Sindicato celebra novembro

O Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos Federais do RS (Sindiserf/RS) celebra em novembro, o mês da Consciência Negra. Há anos, a entidade é reconhecida no movimento sindical pela luta antirracista. Em 14 de maio de 2005, foi criado o Coletivo de Negras e Negros do Sindiserf/RS (CONESINDISERF/RS), conforme uma deliberação do VIII Congresso da […]

O Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos Federais do RS (Sindiserf/RS) celebra em novembro, o mês da Consciência Negra. Há anos, a entidade é reconhecida no movimento sindical pela luta antirracista. Em 14 de maio de 2005, foi criado o Coletivo de Negras e Negros do Sindiserf/RS (CONESINDISERF/RS), conforme uma deliberação do VIII Congresso da CONDSEF.

 

Além disso, a entidade ocupa uma vaga no Conselho Municipal dos Direitos do Povo Negro (CNEGRO), cuja composição alia paritariamente o poder público à sociedade civil e pretende fortalecer a estrutura pública e sua base social na garantia dos direitos do cidadão, bem como a participação popular na gestão pública.

 

 

O secretário de Movimentos Sociais, Gênero e Etnias, Chico Correia, destaca que a campanha é importante para que se amplie o debate sobre o papel do negro na sociedade. “O racismo é estrutural e se manifesta de inúmeras maneiras, na remuneração inferior dos trabalhadores negros e negras, no número ainda muito pequeno de negros e negras nos cursos superiores ou ocupando cargos de chefia na iniciativa pública ou privada”, cita ele.

 

Porém, ressalta que essa discussão e a busca por igualdade deve ser permanentes e não concentrada apenas num único mês do ano.  “Acontecem muitos eventos em novembro, há de fato, uma ampla programação e isso acaba dividindo os negros e negras em tribos”, pondera o dirigente.

 

O mês da Consciência Negra é oriundo do 20 de novembro, Dia Nacional da Consciência Negra. Instituído através da lei 12.519/2011, lembra o líder quilombola e símbolo do movimento negro, Zumbi dos Palmares, morte desta data em 1695. No Brasil, mais de mil municípios consideram a data como feriado.

 

 

Fonte: Sindiserf/RS